Mateus Souza

Conversas sobre desenvolvimento web

Categorias »

As Maiores Mentiras dos Clientes

5

Cliente é complicado…  acho que todos os que estão lendo este post já deve ter ouvido algumas ou todas mentiras citadas abaixo, exerto os mais novinhos na área então já fiquem espertos pra não cairem nessa…

As Mentiras:

– Faça esse de graça que no próximo a gente se acerta.

Todo freelancer cai nessa quando faz o 1º trabalho, mas o 2º nunca vem. Ainda tem a desculpa: “é só para saber se você é bom mesmo”.

Novos freelancers… jamais caia nessa, pelo amor de Deus… eu graças a Deus nunca passei por isso e se passasse eu no mínimo iria chingar o cliente. Aqui vai uma técnica: Procure saber qual é a profissão do cliente. Suponhamos que ele é um pedreiro… diga o seguinte:

– Constroi uma casa aqui pra mim DE GRAÇA que na 2ª a gente acerta…

Ele vai sentir na pele como é… ai ou você ganha o cliente pra sempre e faz ele rir ou, perdeu!

– Pago quando receber a versão final.

Falou essa frase cai fora… clientes antigos e confiáveis até podem ter essa liberdade, mas novos clientes nunca… E mesmo que termine, pode dizer que não quer mais. E aí? Foi tempo perdido. Por isso contratos são indispensáveis.

O que recomendo fazer é:

  • Entrada de 30% ou 50%;
  • E o restante no momento da entrega do trabalho… mas tenha sempre uma carta na manga…

– Esse trabalho vai te dar muita visibilidade e gerar inúmeros negócios novos.

Isso pode até ser verdade de fato. O problema é que essa frase geralmente é usada como argumento para baixar (e muito) o preço. Se você já começa fazendo um mal negócio, as indicações chegarão querendo um acordo semelhante. Alguns até dizem algo parecido, como:

– Agora a gente não tem como pagar porque é um projeto novo, mais quando ele expandir a gente te paga…

Estou cansando de ouvir isso, ah se eu mostrasse as conversas que tenho no MSN pra vocês… Pessoal entenda, se o cliente que fazer um site e não tem grana pra te pagar agora, qual é a possibilidade de te pagar depois?

– Bom, não sei se vou fazer o trabalho com você, mas deixe aqui seu material que vou conversar com meu parceiro/investidor/esposa/clero.

Duas situações possíveis: você não está falando com quem toma a decisão na empresa, ou você acaba de prestar consultoria para um concorrente. No primeiro, tente sempre falar com quem toma as decisões, caso contrário um telefone sem fio acontece e sua defesa já era. No segundo, o cliente liga para um concorrente seu e barganha preço, que vai poder cobrar mais barato, pois todo o trabalho criativo você já fez. Não deixe nada que você gastou horas para fazer na mesa alheia. Fiquem espertos…

– O trabalho não foi cancelado, só adiado. Mas em um mês ou dois eu entro em contato.

Resultado da segunda mentira. Pode ser uma desculpa para não pagar pelo trabalho feito até então. Se bater a curiosidade, ligue em 2 meses para descobrir quem ficou no seu lugar. Por isso eu bato novamente nessa tecla, tem que dar uma entrada, se ele cancela quem sai no prejuizo é ele, não devolve a grana não… é importante um contrato também, joga lá que se houver cancelamento o cliente deverá pagar uma multa… seja criativo!

– Pra quê contrato?

Para se resguardar de metade dos itens aqui listados. Se você sentir que tem tudo sobre controle, que não será preciso… faça do mesmo jeito 😀

– Mande-me a conta (bancária) quando o trabalho estiver terminado.

Nunca, jamais, em hipotese alguma deixe isso acontercer… uma das primeiras coisas que se deve deixar claro é a sua conta, assim o cliente não vai poder dar a desculpa de que perdeu a sua conta e por isso ainda não depositou… Passe a conta para ele e na próxima conversa que tiver com ele pergunte a ele qual é a sua conta… E mais uma vez é provado a importância da entrada antes de iniciar um trabalho, projeto, site, o que for…

– O último cara fez isso por tantos reais.

Se o último cara fosse bom o suficiente o cliente não estaria conversando com você agora, não é mesmo? Cobre um preço justo e segure-o. Parasitas sempre irão existir em qualquer mercado, mas se o seu preço reflete a qualidade do seu trabalho, mantenha-o. E vocês que são mais experientes já devem saber que se deve jogar um precinho mais alto, porque todo cliente “chora”, ai você da “aquele desconto” e ganha o desejado.

– Nós só temos tanto para gastar.

Menos dinheiro, menos trabalho. Não abandone um cliente porque ele não tem o quanto você está cobrando, mas reduza os recursos. Aquela área inovadora que demorava 3 meses para fazer talvez possa esperar mais um pouco.

Basicamente é isso, se quiserem compartilhar mais mentiras fiquem a vontade e cuidado pra não cair em uma dessas…

Até a próxima.

5 Comentários

  1. Tárcio Zemel disse:
    9 de dezembro de 2008 às 12:35

    Me lembrou bastante o Guia do Ilustrador.

    Uma coisa que acontece com frequencia, que não é bem mentira, é quando o cliente quer mudar minúsculos detalhezinhos do design; e sempre muda, sempre muda, e o trabalho nunca fica pronto… Creio eu que é uma estratégia para adiar o prazo do projeto e ele “ganhar tempo”, ou algo assim.

    Vai saber…

    Abraços!

  2. Luan Muniz disse:
    9 de dezembro de 2008 às 18:03

    AEUIhIUAEAE
    Será que consigo comentar agora? xD

    Kra, infelizmente TUDO que está ai é verdade, existem muitos clientes pilantras por ai, se você vacilar, já era.

    A Técnica do Mestre de obras é fodz, video do post anterior muito bom também
    =DDD
    Bom, fica a dica, sejam espertos xD
    :p

  3. Guilherme Rodrigues Woelke disse:
    12 de dezembro de 2008 às 22:12

    cara, parabéns!

    vc falou EXATAMENTE o que acontece no nosso ramo…

    eu já me fudi com mto cliente assim tb…

    Hoje eu não faço nada sem contrato, e faço até em várias parcelas, mas pra eu sentar na minha máquina e começar a fazer minhas coisas, o cara vai ter q pagar pelo menos a primeira parcela, EM ONÇA! Se me dar um cheque, eu soh começo a trabalhar depois que eu troco ele… caso contrário, nem começo.

    Profissionais de Web sofrem, meu amigo! XD

  4. pricilla disse:
    28 de fevereiro de 2009 às 04:41

    é verdade pessoal eu msm escou com um site pra fazer eo cara nao fala de dinheiro vou começar a cobrar rs fiquem com deus meu msn caso precise de uma webdesigner

    prikwebsite@hotmail.com

  5. Christiano Duhy disse:
    20 de abril de 2010 às 16:57

    Antes de mais nada, parabéns pelo tópico. Realmente de muita valia.

    Vou deixar aqui a minha parcela de expêriencia própria.
    Atualmente eu estou desenvolvendo a habilidade de reconhecer quando um cliente irá me dar muito ou pouco problema.

    Geralmente identifico o cliente quando:
    – pelo tom de voz(se é afobado ou não)
    – se ele me ouve pouco quando estou falando.
    – se ele negocia muito para tentar baixar o preço e essa negociação acaba demorando para fechar e dar inicio ao trabalho

    Se o cliente tiver essas características básicas, pode ter certeza que você terá muito problema com ele. Você vai ver que o ditado “todo mal pagador é bom cobrador”. Você vai ver que ele vai interferir na sua estratégia artística como se fosse um diretor de arte. Não vai respeitar o tempo necessário para fazer o projeto. Vai ver que ele será dramático lhe cobrando, Dizendo coisas como (sendo a maioria blefe):
    – “Assim eu não tenho como trabalhar com você. Você tá demorando muito”;
    – “Eu já tive muito prejuízo com isso”;
    – “Ainda não gostei disso”;
    – “Um absurdo!”;
    – Coloca um adversário fictício, dizendo “Estou pensando até passar a finalização do projeto para uma pessoa que conhecemos para conclusão disso…”. Você saberá que o cliente está blefando se ele continuar com você fazendo o projeto.
    – “Cade? Vai resolver de que horas isso?”. O cara trabalhando com programação ou algo que exige extrema atenção e chega o cretino do cliente para lhe perguntar isso? Geralmente, dependendo da intimidade com o cliente, digo a hora, o minuto e os segundos como resposta sarcástica.

    Geralmente clientes que me consomem muito tempo(POR DEMAIS), eu geralmente prefiro não trabalhar mais com ele. Sinto que o dinheiro pago não valeu o tempo gasto.
    Gosto de clientes que não descutem preço, são objetivos, altamente boleanos, binários. Assim uma vez que você faz de acordo com o planejado a coisas se conclui. Não fica mudando de rumo misteriosamente.

    OBS: (Desculpem mulheres). Geralmente cliente mulher eu cobro mais caro. Porque a maioria delas tem uma forma não prática de analizar o projeto artístico. Pedem uma coisa, você faz do jeito que elas querem e depois elas dizem que não pediram aquilo ou diz que mudou de idéia, mesmo estando todas as solicitações documentadas.

    Eu tenho uma lista negra de clientes que não quero ter mais como cliente.

Faça um Comentário

Todas as Categorias